Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2007

Aos Meus primeiros 1000 visitantes!!!!

Imagem
É com muita alegria que agradeço a todos vocês que contribuiram para a marca de 1.000 visitas neste blog em exatos 21 dias!!!
Isso só seria possível graças a todos vocês que me honram com suas visitas.
Aos amigos que deixam seus comentários, minha gratidão pois vocês me estimulam a sempre melhorar o conteúdo deste blog.
Aos navegantes "de passagem" aquele abraço. É um prazer tê-los aqui!
Sds em Cristo, Eber

Maravilhas do Mundo Bíblico III

Imagem
9) Susã

Cidade situada sobre um afluente do Coaspes (Kerkhah) - mais tarde foi chamada Sus ou Shush, e Susa em grego. Foi, primitivamente, a capital de Elão, província da Pérsia, sendo a residência usual dos monarcas persas (Ne 1.1 - Et 2.3 - Dn 8.2). Foi aqui que Daniel teve a visão do carneiro e do bode (Dn 8) - e também foi neste lugar que Dario Histaspes publicou o seu decreto, ordenando a reedificação do templo de Jerusalém. Em reconhecimento deste fato chamaram os judeus à porta oriental do templo a porta de Susã, tendo também mandado fazer uma pintura daquela cidade nessa parte do edifício. Também em Susã, Xerxes realizou aquela esplêndida festa descrita em Ester (1.6).


Fonte: http://www.bibliaonline.net/scripts/dicionario.cgi /


10) Persépolis

Persépolis era a antiga capital do Império Persa, situada a uns 70 km a nordeste de Shiraz.
A partir de 522 a.C., foi a capital do Império Aquemênida, que na Antiguidade dominou a região do Oriente Médio. A cidade de Persépolis localizava-se n…

Maravilhas do Mundo Bíblico II

Imagem
7) Tebas

Tebas, uma das mais notáveis dessas cidades, era a antiga capital do Egito. Diz-se que esta famosa cidade foi edificada por Mizraim, filho de Cão, e neto de Noé. Foi também chamada Nô (Ez 30.14), Nô-Amom, e Dióspolis. Estava situada nas margens do Nilo, e era a sede do culto prestado ao deus Amom, achando-se enriquecida de magníficos templos e outros edifícios públicos. Quão grandiosa e forte era a cidade de Tebas, atesta-o a História, e a Sagrada Escritura o confirma (Na 3.8 a 10), quando a compara com Nínive, mas dando-lhe preeminência sobre essa cidade.

Na margem oriental do Nilo está o Templo de Karnak, o maior dos templos do Antigo Egito cujos vestígios chegaram até nós, foi dedicado à tríade tebana divina de Amon, Mut, e Konshu, e foi sucessivamente aumentado pelos diversos faraós, tendo levado mais de mil anos a construir. Constitui uma mescla de vários templos fundidos num só. O seu grande destaque é a Grande Sala Hipostila, cujo teto era suportado por 134 enormes colun…

Maravilhas do Mundo Bíblico I

Imagem
5) Babilônia
A Babilônia estava construída sobre ambas às margens do Rio Eufrates estava protegida por uma dupla muralha, que segundo Heródoto esta possuía 56 milhas (90,12 km) de circunferência encerravam um espaço de 200 milhas quadradas (518 km²). Era fortificada por duzentas e cinqüenta torres que estavam edificadas nos intervalos dos muros e defendidos com portões de bronze ou cobre. Navios de transporte atravessavam o rio de um lado para o outro e havia uma ponte levadiça de 30 pés (9,14m) de largura, ligando as duas partes da cidade.
Durante o reinado de Nabucodonosor a cidade da Babilônia era embelezada por vários monumentos entre os quais encontram-se a Porta de Ishtar, O palácio real, o templo de Marduque e os célebres Jardins Suspensos. Este último foi considerado uma das maravilhas do mundo Antigo. Construído em homenagem a uma de suas esposas, este imponente monumento que segundo o historiador grego Heródoto, media cerca de 25 metros de altura por 122 metros de cada lado, e…

Maravilhas do Mundo Bíblico

Imagem
3) Ur

Localizada ao Sul de Babilônia ou Caldéia, Ur era uma centro industrial, cultural, agrícola e comercial de grande importância na época do patriarca Abraão. Hoje há comprovações arqueológicas de que o Golfo Pérsico ia até Ur, e portanto, a torna também uma cidade portuária que fazia parte das rotas comerciais marítimas do oriente.

Segundo Sir Charles Leonard Woolley, arqueólogo inglês, revela ao mundo através de suas escavações em meados de 1923 uma cidade onde a maioria de seus habitantes habitavam em casas de dois andares com treze a quatorze quartos onde suas construções eram feitas com tijolos cozidos no fogo. A Ur dos Caldeus era portanto uma capital poderosa, próspera, colorida e industriosa no começo do segundo milênio de Cristo.

Uma das construções que destaca-se nesta cidade é o Zigurate construído pelo Rei Ur-Nammu em devoção ao deus da lua, Nannar. Este templo de vinte e um metros de altura foi construído entre os anos 2113 e 2096 a.C.. Após sua destruição pelos Acádios,…

Concurso das Sete maravilhas do Mundo Bíblico

Imagem
Nos próximos post´s estaremos apresentando doze cidades citadas na Bíblia Sagrada que destacaram-se por suas infra-estruturas, construções e história. Destas doze cidades, com seu voto, estaremos selecionando sete, que farão parte do grupo das "Sete Maravilhas do Mundo Bíblico". Como não há condições de fazermos uma enquete com doze opções o voto será computado com seu comentário, portanto, basta apenas dizer apenas pra quem vai o seu voto.
Abaixo segue as primeiras candidatas com seus destaques:

1) Atenas
Citada na Bíblia apenas quatro vezes, Atenas, capital da Grécia, e da antiga Ática, é destacada nos registros sagrados como palco das pregações da Palavra de Deus pelo apóstolo Paulo em sua segunda viagem missionária, nesta ocasião Paulo prega aos epicureus e aos estóicos apresentando o Deus criador de todas as coisas (At 17.17-23).
Atenas célebre como centro da ciência, da literatura e das artes do mundo antigo, atraia inúmeros estudantes de todas as regiões.
Em toda a cidade…

Dilúvio: Parcial ou Universal? (03)

Imagem
Continuando com os argumentos defendidos pelos que entendem que o Dilúvio tenha sido Parcial.
e) O problema do Abrigo. O autor da narrativa bíblica parece que não fazia idéia do vasto número de animais existentes no mundo. Haveríamos de supor que Noé tomou consigo somente um par ou sete pares de cada espécie, e que, desde o dilúvio, todas as outras espécies desenvolveram-se? O número de espécies só de vermes e insetos deve ser de quinhentos mil, embora somente doze mil espécies tenham sido classificadas. Só de aranha há cerca de trinta mil espécies. Teria Noé abrigado somente um par de aranhas, do qual se desenvolveram todas as espécies de aracnídeos que atualmente existem?Há cerca de três mil espécies de batráquios, seis mil espécies de répteis, dez mil espécies de aves, cinco mil espécies de mamíferos.Somente um pequeno número representativo, de tidos esses seres vivos, reside na área da Mesopotâmia. Os animais levados para a arca, por Noé, teriam sido os dessa área.f) O problema do …

Dilúvio: Parcial ou Universal? (02)

Imagem
Dando sequência ao assunto sobre a parcialidade ou universalidade do dilúvio segue abaixo os argumentos em defesa aos que defendem a tese de que o dilúvio tenha sido Parcial.

2) Argumentos em prol de um dilúvio parcial

a) Embora a linguagem de Gênesis 6 a 9 seja universal, só o é para aquela parte do mundo que Noé observou na ocasião. Ele não fazia idéia da verdadeira extensão da terra. O trecho de Colossenses 1.6 também diz como o evangelho se espalhara pelo mundo inteiro, embora seja óbvio que isso indique o mundo que Paulo conhecia, e não toda a superfície do globo. Havia muitos outros povos, nos dias de Paulo, que ele jamais visitou.

b) A universalidade das histórias do dilúvio demonstra que estamos tratando com um gigantesco cataclismo terrestre, com dilúvios que ocorreram por toda a parte, como resultado desse cataclismo, mas não que as águas cobriram absolutamente toda a superfiície da terra. Quando os polos magnéticos se alteram, há inundações generalizadas, mas nem todas as ter…

Dilúvio: Parcial ou Universal? (01)

Imagem
Este é um assunto que desperta vários debates entre estudiosos da Bíblia: "O dilúvio registrado na Bíblia foi parcial ou universal?" Gostaria de meditar com vocês alguns pontos de discordância entre os que são favoráveis a teoria de ser parcial e aos de que o dilúvio fora universal.

Porém antes de meditarmos sobre tal assunto, propus uma enquete com o tema em questão e apenas um voto foi computado para o dilúvio parcial.
Segue abaixo os argumentos:
1) Argumentos em Prol do dilúvio Universal
a) A linguagem dos capítulos sexto a nono de Gênesis refere-se a um dilúvio de dimensões universais. Todos os picos dos montes foram cobertos pelas águas, tendo havido a destruição absoluta de todos os seres vivos terrestres, excetuando-se os que estavam na arca (e, naturalmente, excetuando-se a vida marinha em geral).
b) A universalidade das narrativas sobre o dilúvio mostra que o dilúvio chegou a todos lugares.
c) Há uma distribuição mundial dos depósitos aluviais do dilúvio.
d) Houve a súbit…

Mesopo... o quê? (Parte 01)

Imagem
Também chamada de Sinar, Sinear e Caldéia, a região da Mesopotâmia (Entre Rios) é um ponto de grande importância para o estudo da geografia bíblica, pois é nesta região onde Deus fundou o Jardim do Éden e colocou ali a sua coroa da Criação, o homem, para cuidar e governar sobre a fauna e flora ali contidos.
Como o próprio nome sugere, esta região encontra-se entre os rios Tigre e Eufrates. Trata-se de um platô de origem vucanica localizado no Oriente Médio.
A Mesopotâmia encontra-se no atual Iraque e foi palco de dois reinos importantes que regeram a humanidade durante certo tempo, estou falando da Assíria na região norte e da Babilônia ao centro sul.
No próximo post sobre esta série falaremos sobre os povos que habitaram nesta região. Fique esperto.